Os paraísos naturais da Galiza que vão desafiar os seus sentidos

islas cies

A Galiza é natureza e mar. Quando se chega a esta terra, percebe-se como ela é pequena porque o oceano, as florestas e o peso histórico das nossas pedras, é esmagador. É intoxicante desde o primeiro sopro de ar emprestado das árvores. Um cheiro de frescura e sal penetra até invadir o coração dos sentidos e colocar o viajante no centro de tudo, no meio da imensidão. Viver na Galiza é uma experiência incomparável que deve começar pelo seu ambiente natural. Os paraísos naturais da Galiza que vão desafiar os seus sentidos, as ilhas.

O património natural é universal e deve ser respeitado.
O nosso ambiente natural é o nosso património, a Galiza não pode ser compreendida sem ele. É por isso que respeitá-la e cuidar dela é uma tarefa para todos nós. Quando compreendemos que o que nos rodeia é a natureza viva que constitui ecossistemas únicos de valor incalculável, é quando os visitantes se tornam conscientes de onde estão e para onde querem regressar.

Ande sem medo, sinta o cheiro da atmosfera, deixe a humidade molhar o seu rosto. Sentirá esta terra consigo, porque os paraísos da Galiza são um tesouro. Estes são alguns dos paraísos naturais da Galiza que irão desafiar os seus sentidos.

Parque Nacional das Ilhas Atlânticas
As Ilhas Cíes, Ons, Sálvora e Cortegada formam o Parque Nacional das Ilhas Atlânticas. Um verdadeiro tesouro entre os paraísos naturais da Galiza. Como são únicos, estão protegidos e, portanto, só podem ser visitados no Verão. Para ir a Cíes and Ons é necessário solicitar a permissão da Xunta, porque o acesso é controlado.

Pode acampar nas áreas reservadas para este fim.
Existem trilhos para caminhadas que conduzem aos faróis e miradouros das ilhas.
E há também fauna e flora nativa sem rival.

Dois planos essenciais nos paraísos naturais atlânticos da Galiza
As Rias Baixas são protegidas por um grupo de ilhas, os três arquipélagos que compõem o Parque Nacional das Ilhas Atlânticas. Águas frias de areia cristalina verde e branca. Para além de mergulhar, nadar e caminhar, existem dois planos essenciais nestes dois paraísos naturais.

1. passar o dia na praia de Rodas, nas Ilhas Cíes. É “a melhor praia do mundo” segundo The Guardian, que considera a praia de Rodas, nas Cíes, a melhor do mundo.

É um fino cuspo de areia que liga duas das três ilhas que compõem as Cíes e separa o mar de um lago de conto de fadas. E é a ligação entre a ilha norte de Monteagudo e a ilha de Faro, situada no centro.

2. Ouçam o rugido do Buraco do Inferno, na ilha de Ons. Um buraco no mar, uma caverna vertical que se liga directamente do topo da ilha com o mar. Um tubo de pedra onde as vozes das almas presas pelo diabo ressoam em dias de tempestade.

Finalmente, talvez não saiba que Cíes é um belo lugar desabitado desde que os piratas abandonaram esta terra. Mas há colonos na ilha de Ons. Pessoas que aí vivem durante todo o ano em terras cedidas e guardam os seus paraísos naturais escondidos.

Ligações:

para ir à Cíes and Ons é necessário solicitar uma licença na Xunta de Galicia: https://autorizacionillasatlanticas.xunta.gal/illasr/inicio?lang=es

“melhor praia do mundo” de acordo com The Guardian: https://elpais.com/sociedad/2007/02/19/actualidad/1171839602_850215.html

Buraco do inferno: https://turismoriasbaixas.com/recursopan1?content=280378867

https://www.ayuntamiento.es/sanxenxo

https://www.turismo.gal/que-facer/turismo-marineiro?langId=es_ES

https://www.google.com/search?q=playa+de+lapa&oq=playa+de+lapa&aqs=chrome..69i57j46i512j46i131i433i512j0i512l6.6958j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8

Comments are closed.
Abrir chat
¿Necesitas ayuda?